É uma técnica simples. Mediante a retirada de sangue da veia E SUA IMEDIATA APLICAÇÃO NO MÚSCULO, AUMENTA EM QUATRO VEZES O NÚMERO DE MACRÓFAGOS NO ORGANISMO. São os macrófagos QUE FAZEM A LIMPEZA DE TUDO, eliminando bactérias, vírus e câncer.
28
Set 12
publicado por auto-hemoterapia, às 21:28link do post | comentar |  O que é?
371 comentários sobre "Auto-hemoterapia: funciona ou não funciona?",
artigo publicado em
http://metropolionline.com.br/vidasaudavel/auto-hemoterapia-funciona-ou-
nao-funciona/#comment-80287 A auto-hemoterapia é um tratamento que
consiste na retirada do sangue do paciente e aplicação de volta é
intramuscular nas nádegas ou no músculo do braço. É um tratamento muito
usado na medicina veterinária e que vem causando grande polêmica no
tratamento de seres humanos. De um lado as autoridades médicas e
sanitárias do país condenam a prática e do outro os adeptos afirmam ter
benefícios e cura após as aplicações. O tratamento funcionaria porque
para o organismo, o sangue injetado seria um corpo estranho irritando o
músculo, provocando uma atividade inflamatória e assim estimulando a
imunidade do paciente. A polêmica aumentou ainda mais quando o
clínico-geral Luiz Moura criou o DVD "Auto-hemoterapia: contribuição
para a saúde" falando sobre todos os benefícios do tratamento e
aconselhando as pessoas a fazerem uso da técnica. Ele está sendo
investigado pelo Conselho Regional de Medicina do Rio de Janeiro e pode
receber uma advertência sigilosa ou ter seu diploma de medicina
cassado. Muitas pessoas após assistir o DVD, que traz supostos casos de
cura e prevenção de acne, gripe, dores de cabeça e até câncer. No DVD,
o clínico-geral expressa sua opinião: "Eu não respeito os padrões
chamados que se diz, os padrões científicos. Dizer: 'isso eu não posso
fazer porque não é comprovado pela ciência'. Pra mim, o que comprova
qualquer coisa é o efeito do tratamento. Eu tenho certeza de que é uma
técnica absolutamente inocente, que nenhum mal faz para a pessoa". As
autoridades médicas alertam que todo médico registrado sofrerá várias
sanções se comprovada a prática ilegal do tratamento, pois não existe
nenhuma comprovação científica dos benefícios da auto-hemoterapia. Esta
opinião é compartilhada pela Anvisa - Agência Nacional de Vigilância
Sanitária que divulgou em nota do dia 13 de abril deste ano que "não
existem evidências científicas, trabalhos indexados, que comprovem a
eficácia e segurança deste procedimento". Os riscos da prática incluem
infecção generalizada. No entanto, o Conselho Regional de Enfermagem do
Distrito Federal (Coren-DF) diz que estagiários de enfermagem, quando
supervisionados por um enfermeiro, podem realizar a aplicação, como
acontece em Brasília, onde uma estudante de enfermagem faz aplicações
há um ano e vê o procedimento como uma vacina natural, cobrando em
média por sessão 20 reais. Este link vai te levar diretamente à nota da
Anvisa sobre auto-hemoterapia:
http://www.anvisa.gov.br/sangue/informes/01_130407.htm Na nossa cidade,
a prática é feita de forma tímida devido à suposta ilegalidade. Para
esclarecer algumas dúvidas convidamos o médico Dr. Ronaldo João a falar
um pouco sobre a auto-hemoterapia. ?O que é auto-hemoterapia? A
auto-hemoterapia é o nome que se dá à técnica de aplicar em alguém o
seu próprio sangue. Digo em "alguém" porque pode ser usada também em
pacientes sãos que desejam se prevenir contra possíveis doenças. O
sangue extraído da veia de um dos membros superiores é aplicado por via
intramuscular no músculo deltóide ou no músculo glúteo maior. Este
tratamento é COMPLEMENTAR, faz parte da MEDICINA ALTERNATIVA e não
substitui a MEDICINA HIPOCRÁTICA - as duas, entretanto, se aliadas,
resolvem quase todos os problemas apresentados pela saúde pública. ?
Existe comprovação científica de benefícios? Este tratamento,
originário da França, é praticado há mais de 100 (cem) anos e sua
efetividade é comprovada através de alguns trabalhos nacionais:
Imunoterapia - Dr Ricardo Veronesi; Autohemotransfusão - Dr Jessé
Teixeira, Auto-hemoterapia - Dr. Luiz Moura; Prof. Dr José de Felipe
Júnior; Dra Berenice Wilke e centenas de trabalhos estrangeiros, como
pode ser verificado na extensa revisão feita por S. H. SHAKMAN, em seu
trabalho "AUTOHEMOTHERAPY REFERENCE MANUAL & HISTORICAL REVIEW",
acessando o site www.instituteofScience.com. ?Por que o assunto causa
tanta polêmica? O assunto causa polêmica porque não é aceito pela
ANVISA e pelas instituições que congregam médicos e para-médicos.
Parece que eles se fazem de cegos e surdos para não verem e ouvirem o
que é evidente, pois quem sabe de seus males é o paciente e são
centenas de milhares que nesses 105 (cento e cinco) anos de existência
do tratamento relatam melhoras e curas. Isto nos entristece porque esse
tratamento, apoiado por estas entidades seria a redenção da saúde
pública nacional tão combalida nos dias de hoje. A mesma polêmica
mostrada hoje frente a este tratamento, em passado recente, postou-se
contra a Acupuntura e a Homeopatia, hoje aceitos pelo SUS. ?Quais são
os riscos desta prática? É um tratamento isento de riscos e deve ser
feito por pessoas conhecedoras da técnica de aplicações parenterais e
pode, em alguns casos, parecerem apenas hematomas que cedem
naturalmente. ?Como você explica o aumento de adeptos deste tratamento?
O número de adeptos aumenta diariamente porque eles vêm e escutam
pessoas e parentes se beneficiando de um tratamento simples, barato e
eficaz. Vêm em pessoas antes imobilizadas por um mal que há longo tempo
vem se tratando sem, entretanto, lograr resultados positivos, retomarem
as suas atividades normais. ?Quais os conselhos a serem dados à
população? Aconselhamos à população se inteirar do assunto buscando,
tanto pela Internet como por pessoas que já estão em tratamento;
procurar tirar dúvidas com médicos realmente comprometidos com a saúde
pública (e não com as multinacionais dos remédios) e se precisar,
aceitar o tratamento. ?Qual deve ser o comportamento de um profissional
diante desta situação? O profissional da área médica deve se comportar
de acordo com suas convicções e seus conhecimentos científicos: aceitar
ou não, aprovar ou não, mas antes de tudo, ser honesto com as
informações a serem dadas a quem procurar. Sou estudioso do assunto que
conheço há 40 anos, mas não faço aplicação nos pacientes. Estou aberto
para esclarecer dúvidas e orientar aos que me procuram. ?Você conhece
casos de pessoas que tiveram prejuízos ou benefícios com esta técnica?
Prejuízos eu desconheço, mas benefícios eu os comprovo diariamente. Dr.
Ronaldo possui 32 anos de profissão e atualmente atende no consultório
São Camilo, r. Coronel João Anastácio, 30, Chácara do Paiva Sete
Lagoas/MG (Brasil) (31) 3773-7511

mais sobre mim
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
29



pesquisar neste blog
 
Visitantes
blogs SAPO